Geonotícias — 29 janeiro 2018
Posse dos geólogos, Antônio Christino e Jairo Leite, como conselheiros do CREA-PE

Caros associados,

Foi realizado pelo CREA-PE o 4º Seminário de Lideranças Regionais na cidade de Pesqueira nos dias 26, 27 e 28 de janeiro de 2018.

No dia 27 ocorreu a posse dos novos conselheiros estaduais tendo como representantes da AGP e também de todos os geólogos pernambucanos, o geólogo Antônio Christino P. de Lyra Sobrinho, como conselheiro titular, e como suplente o geólogo Jairo de Souza Leite.

A seguir segue o link para a página do site do CREA-PE que apresenta mais detalhes sobre o que foi discutido no 4º Seminário de Lideranças Regionais e também o pronunciamento proferido por nossos representantes e agora conselheiros do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco.

CREA-PE – 4º Seminário de Lideranças Regionais 

Pronunciamento de posse como conselheiro do CREA/PE 2018 -
2020.

IMG-20180128-WA0002 IMG-20180128-WA0001

 

Senhor Presidente, ilustres companheiros conselheiros, prezados servidores do CREA/PE, autoridades presentes ou representadas, senhoras e senhores.

É com satisfação que retornamos ao convívio do eclético grupo de profissionais que compõem este plenário!!!! Inicialmente queremos registrar a decisão de focar o desempenho da função de conselheiro na busca da valorização das realizações de interesse social e humano que caracterizam as nossas profissões.

Paralelamente, estamos dispostos a dedicar todo o esforço possível à articulação, elaboração, encaminhamento e concretização das necessárias e profundas alterações na forma de atuar do Conselho, há muitos anos reivindicadas pelos profissionais, muitas vezes anunciadas e nunca alcançadas. Não restam dúvidas de que enquanto a atuação privilegiar apenas os aspectos cartoriais e arrecadatórios o Sistema Confea/Crea´s/Mútua continuará sem contar com o reconhecimento e a participação da grande maioria dos profissionais, que sequer marca presença nas eleições periódicas; e também continuará ocupando uma posição secundária no âmbito do conjunto dos órgãos de fiscalização do exercício profissional.

Outro ponto focal da nossa atuação como conselheiro será a luta pela valorização e fortalecimento institucional das entidades de classe. O nosso mandato será exercido com a máxima sintonia com a diretoria da AGP – Associação dos Geólogos de Pernambuco, que temos a honra de representar.

Na sequência desta nossa intervenção queremos registrar a nossa opinião sobre alguns temas que reputamos importantes. Certamente são temas controversos que requerem muita conversa e esforço de entendimento, sempre tendo em mente a necessária modernização da atuação do Conselho. Certamente eles já fazem parte das preocupações dos conselheiros que aqui já se encontram, e nós não viemos “inventar a roda”, nem “chover no molhado”!!!!

Fiscalização do exercício profissional – Uma das nossas grandes preocupações é atender às expectativas dos colegas Geólogos e Engenheiros de Minas, e porque não dizer, de todas as outras modalidades, que depositam grande esperança na ampliação das oportunidades de trabalho, caso o CREA implemente ações efetivas de fiscalização do exercício profissional, em especial sobre o universo das empresas que atuam de forma irregular nos campos da Geologia e da Engenharia de Minas !!!! Entendemos que são necessárias mudanças no método de trabalho da fiscalização, e tomamos como exemplo o campo da perfuração e manutenção de poços tubulares. A diretriz vigente no âmbito do setor de fiscalização do CREA – PE é de que só pode atuar em cima das empresas do segmento caso identifique o momento exato em estiver sendo perfurado um poço!!!! Ora, ora se o empresário realiza investimentos na constituição de uma empresa, na aquisição de veículos, máquinas e equipamentos de perfuração, faz propaganda e divulgação da sua empresa, é lógico que vai buscar o retorno do capital investido!!! Portanto não é razoável que o CREA só possa convocar a empresa a se registrar se ela for flagrada no exato momento da perfuração de um poço!!!!!

Anuidade – a exemplo de outros CREA’s, como o do Pará e mais alguns, o CREA-PE deve dar um desconto de 90% para profissionais que, como eu, já ultrapassaram as sete décadas de existência; cinco das quais, pagando pontualmente anuidades e ART’s; e também contribuindo com trabalho intelectual para o Sistema!!!! Nada mais justo do que retribuir aos a dedicação e serviços prestados por estes profissionais com este pequeno reconhecimento. Negar o desconto alegando que o CREA precisa de recursos, convenhamos, é um argumento pouco consistente, para dizer o mínimo. Vale ressaltar que não estamos aqui defendendo o aspecto monetário envolvido, pois felizmente a nossa aposentadoria e as consultorias que mantemos nos possibilitam pagar a anuidade cheia!!!!

Plenárias itinerantes – para justificar o alto investimento realizado nesses eventos e realmente caracterizá-los como um procedimento inovador do CREA, é fundamental modificar o roteiro seguido. O plenário deve interagir com as autoridades, os profissionais e as entidades de classe da região tomando conhecimento dos problemas que atingem a sociedade e a Engenharia local e para cuja superação o Conselho pode, e deve, dar a
sua contribuição!!! O levantamento e identificação desses problemas, certamente, será tarefa simples para os colegas inspetores, que com eles se defrontam no seu dia a dia!!!!!

Sobre o registro de empresas – a tendência dos empresários é indagar: “qual o beneficio que minha empresa vai ter ao se registrar no CREA” ? Convenhamos que a resposta, “Porque a lei manda!!!!” É pouco consistente e, como tal, não possui nenhum poder de convencimento!!!! Até porque existe o princípio que diz, “aos entes públicos cabe fazer o que a lei obriga”; e “aos entes privados cabe fazer o que a lei não proíbe”!!!! Numa das últimas plenárias de 2017 tramitou o requerimento de cancelamento do registro da Embrapa!!!! Certamente os seus dirigentes não estão enxergando vantagens em manter o registro no CREA!!!! E a Embrapa dispensa apresentações, haja vista ser responsável pela base tecnológica do agronegócio brasileiro, que todos sabemos ser um exemplo de grande sucesso!!!!!